HC adotará novo protocolo de acolhimento e classificação de risco no Pronto-Socorro

Medida entra em vigor no dia 2 de janeiro e busca aperfeiçoar o atendimento ao paciente, com a priorização por gravidade e a informação sobre o tempo de espera

HC adotará novo protocolo de acolhimento e classificação de risco no Pronto-Socorro

    O Serviço de Pronto-Socorro do Hospital de Caridade de Erechim – que é referência para convênios e particulares na região Alto Uruguai, atende mais de 3 mil pacientes por mês.

    Para melhorar o atendimento do serviço, no ano de 2019 o HC realizou diversos investimentos e ações, tais como: contratação de equipe médica com atuação permanente de dois profissionais nos horários das 09h às 21h (maior movimento); contratação de enfermeiros, técnicos em enfermagem e capacitação de toda a equipe; ampla revisão do processo de atendimento com auxílio de empresa de consultoria especializada de Porto Alegre, visando também a adequação de requisitos para Acreditação; instalação de nova versão de software de atendimento e ampliação do número de computadores; implantação de nova pesquisa on-line de satisfação do cliente e revitalização da área física.

    Os avanços, porém, não param por aí. O próximo passo trará um importante aperfeiçoamento no atendimento dos pacientes do Pronto-Socorro: a adoção de um novo protocolo de Acolhimento e Classificação de Risco, visando definir com maior precisão a complexidade de cada caso, priorizando os de emergência e urgência, buscando sempre o bem-estar e a saúde de todos. Este protocolo está alinhado com as orientações do Ministério da Saúde, e visa também deixar mais claro o tempo de espera para o atendimento.

    A fim de orientar os pacientes e acompanhantes, nas dependências do Pronto-Socorro serão expostos painéis em locais visíveis a todos, informando sobre a sequência inicial do atendimento, que envolve admissão, classificação de risco e atendimento médico. Quanto à classificação de risco, esta utilizará quatro cores, que definirão o grau de prioridade e o tempo de espera, organizando melhor também todo o processo de atendimento.


Vermelho, Amarelo, Verde e Azul – como funcionará?


    O novo protocolo de Acolhimento e Classificação de Risco utilizará quatro cores para definir o grau de prioridade de atendimento: Vermelho, Amarelo, Verde e Azul:

Vermelho (emergência): para pacientes graves que necessitam atendimento imediato. 

Amarelo (urgência): para pacientes que necessitam ser atendidos o mais prontamente possível. Atendimento em até 30 minutos.

Verde (pouco urgente): para pacientes menos graves que necessitam atendimento médico. Atendimento em até 2h.

Azul (não urgente): para pacientes de baixa complexidade que podem aguardar mais pelo atendimento. Atendimento em até 2h30min.


    Assim que o paciente chegar ao Pronto-Socorro, a sua admissão será realizada na Recepção mediante a geração do boletim de atendimento. Em seguida, o paciente será chamado para a Sala de Acolhimento e Classificação de Risco, onde o profissional de saúde do HC avaliará sinais e sintomas, definindo a complexidade do caso com uma das cores. Esta classificação será informada ao paciente e indicará também o tempo médio para que o atendimento médico ocorra.

    A equipe do HC seguirá monitorando os pacientes durante a espera, e em caso de necessidade, realizará reavaliações e reclassificações.



GALERIA


  • Centro de Diagnóstico por imagem CDI

    CENTRO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - CDI

    Eficiência e Profissionalismo

    O Centro de Diagnóstico por Imagem está estruturado para oferecer serviços diferenciados e eficientes. Ver mais
  • laboratório

    LABORATÓRIO

    Tecnologia de Ponta em Análises

    Nosso laboratório dispõe de modernos recursos tecnológicos e de uma qualificada equipe de profissionais. Ver mais