Câncer colorretal, perigo silencioso para homens e mulheres

Médica do HC destaca importância da prevenção e alerta sobre os fatores de risco da doença

Câncer colorretal, perigo silencioso para homens e mulheres

    O câncer colorretal, também conhecido como câncer de intestino grosso, deve registrar mais de 40 mil novos casos em 2020 no Brasil, sendo 20.520 em homens e 20.470 em mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Como a maioria dos tumores malignos, tem um prognóstico reservado quando diagnosticado tardiamente. Estes tumores podem atingir varias porções do intestino grosso, desde seu início no cólon direito, até a porção final, chamada de reto.

    A importância da prevenção, conforme a oncologista clínica Adriana Wilk, é devido à doença ser curável em até 95% dos casos, quando detectada precocemente. “Adotar uma dieta rica em frutas, verduras e vegetais, evitar carnes vermelhas e embutidos em excesso, bem como frituras são medidas dietéticas eficazes. Também há fortes evidências de que a prática regular de atividade física, o combate a obesidade e ao tabagismo, a não ingestão de bebidas alcoólicas em excesso, igualmente representam uma postura de prevenção muito importante.” explica a médica. 

    Adriana também destaca que uma característica importante dos tumores é que a maioria têm origem em pólipos – pequenas elevações na parede do cólon e/ou do reto e que crescem muito lentamente, podendo levar muitos anos para se tornarem malignos; o que permite a identificação e retirada antes de se transformarem em tumores malignos, através da colonoscopia. A oncologista observa, ainda, a importância deste exame de rastreamento, especialmente a partir dos 50 anos.


Saiba mais:

- No país, conforme o Inca, o câncer colorretal é o segundo tipo mais comum em homens e mulheres, com exceção do câncer de pele não melanoma. O primeiro tipo, nos homens, é o de próstata e, nas mulheres, o de mama.


Principais fatores de risco para o câncer colorretal:

• Fumar; 

• Consumir exageradamente bebidas alcoólicas;

• Ter sobrepeso ou obesidade;

• Consumir alimentos com alta densidade energética (são aqueles que a cada 100g oferecem 225-275Kcal); 

• Dieta rica em carnes vermelhas, processadas (salsichas, mortadelas, etc) e gorduras,

• Consumir pouca quantidade de frutas, legumes, verduras e cereais integrais;

• Ser sedentário. 

    Também deve ser considerado a idade, pessoas acima de 50 anos estão mais propensas à doença; além do fato de já ter tido pólipos ou câncer colorretal ou doença inflamatória intestinal; e a ocorrência de câncer colorretal em familiares de primeiro e segundo graus e as síndromes hereditárias.


Sinais e sintomas

- Sangramento ao evacuar é o sinal mais comum;

- Anemia sem causa aparente, principalmente em pessoas com mais de 50 anos;

- Alterações no hábito intestinal (diarreia ou intestino preso);

- Desconforto abdominal com gases ou cólicas;

- Permanência da vontade de evacuar mesmo após a evacuação;

- Emagrecimento intenso e inexplicado, fraqueza, fezes pastosas e escuras, e sensação de dor na região anal também podem estar relacionados com tumores. 


Diagnóstico

    O diagnóstico requer biópsia (exame de pequeno pedaço de tecido retirado da lesão suspeita). A retirada da amostra é feita por meio de aparelho introduzido pelo reto (endoscópio).


Tratamento

    O tratamento nos tumores iniciais, conforme Adriana Wilk, geralmente é menos agressivo, podendo o procedimento cirúrgico ser curativo. Nos tumores maiores do cólon há necessidade de cirurgia (convencional, laparoscópica ou robótica), que somada à quimioterapia e eventualmente radioterapia (nos tumores de reto), elevam sobremaneira a chance de controle e cura da doença. Neste cenário, existem medicamentos muito promissores e disponíveis para tratamento em nossa cidade, conforme a indicação personalizada para cada paciente.



  • Centro de Diagnóstico por imagem CDI

    CENTRO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - CDI

    Eficiência e Profissionalismo

    O Centro de Diagnóstico por Imagem está estruturado para oferecer serviços diferenciados e eficientes. Ver mais
  • laboratório

    LABORATÓRIO

    Tecnologia de Ponta em Análises

    Nosso laboratório dispõe de modernos recursos tecnológicos e de uma qualificada equipe de profissionais. Ver mais