Cuidados, Dúvidas e Alterações que Surgem em Casa

Retornar para casa é sinônimo de mudança, novidade. Representa uma fase de adaptação, tanto para os pais, como para o bebê. O HC preparou algumas dicas e orientações, mas sempre é bom lembrar que as recomendações do médico pediatra devem ser seguidas:

Chegando em casa


Se possível, providencie com antecedência: algodão, cotonetes, sabonete neutro, tesoura de unhas, escova de cabelo, álcool (70%) e creme para assaduras;
É comum que os bebês solucem e espirrem muito. Isso é normal e não requer maiores cuidados;
Uma congestão ou ronco nasal discreto também são comuns após o nascimento e podem persistir por algumas semanas. Geralmente não exigem nenhum cuidado especial.

Fraldas

A área coberta pelas fraldas deve ser limpa com água morna. No caso das meninas, tenha um cuidado especial e limpe a área genital sempre da vulva em direção à região anal;
Há uma grande variedade de marcas de fraldas descartáveis no mercado. Algumas contêm pó perfumado, o que pode irritar a pele do bebê.

O Banho

  • Deve ser dado diariamente;
  • Em dias frios, escolha a hora mais quente do dia;
  • Em dias quentes, o horário é livre e você pode dar mais de um banho;
  • O banho deve ser um momento calmo e relaxante. Por isso, prepare com antecedência o material a ser utilizado;
  • Os primeiros banhos devem ser rápidos;
  • Não é necessário que a água seja fervida;
  • Deixe a temperatura da água semelhante a do corpo do bebê;
  • Encha apenas o fundo da banheira;
  • Antes de colocar o bebê na água, passe um pouco dela no rosto e na cabeça dele;
  • Ao lavar as costas, com o bebê de bruços, cuidado para que o rosto não toque a água;
  • Dê preferência ao sabonete neutro;
  • Comece pela cabeça e face e depois desça em direção aos pés;
  • Lave o pescoço, peito, braços, abdome e pernas, certificando-se de lavar as dobras do pescoço e as axilas;
  • Você pode notar uma substância esbranquiçada nas dobras. É uma cobertura protetora que envolvia o bebê antes do nascimento;
  • Certifique-se de lavar a área genital por último;
  • Enxágue com água limpa e, a seguir, seque bem;
  • Atenção: não use colônias, talcos ou cremes sem a indicação do pediatra.
  • Ouvidos: limpe apenas a parte externa com uma bola de algodão embebida em água, sem penetrar no canal auditivo. Seque bem atrás da orelha;
  • Olhos: limpe cada pálpebra com uma bola de algodão embebida em água. Limpe do canto externo para o interno;
  • Face: use apenas água;
  • Cabelos: você pode utilizar uma escova macia para estimular o couro cabeludo;
  • Mãos e pés: lave e seque bem entre os dedos;
  • Região genital: algumas meninas podem ter uma pequena quantidade de sangramento ou secreção vaginal. Eles são causados por hormônios transmitidos pela mãe e não são motivos para preocupação;

O curativo no umbigo

  • Deve ser feito três vezes ao dia, com álcool 70%;
  • Certifique-se de elevar o coto suavemente, de modo que o álcool atinja a área em que o cordão se insere na base;
  • Se houver secreção ou sangramento, faça o curativo sempre que trocar a fralda;
  • Aos poucos, o coto ficará mais endurecido, seco e escuro;
  • A maior parte cai até a segunda semana de vida e um pequeno sangramento é normal;
  • É importante que esta área esteja sempre seca e deve-se evitar o atrito com as roupas;
  • Durante o curativo, o bebê pode reclamar da temperatura fria do álcool.

As roupas do bebê

  • Não vista roupas em excesso nem apertadas demais;
  • As mãos e os pés do bebê são sempre mais frios que o resto do corpo, por isso, não servem como guia para a escolha da quantidade de roupas;
  • Dê preferência a roupas de fibras naturais, como algodão, cambraia e linho, e que tenham aberturas laterais, nas costas ou na frente;
  • Lave separadamente roupas, fraldas, babadores, roupas de berço e toalhas com sabão neutro (de coco);
  • Não é aconselhável o uso de qualquer tipo de amaciante;
  • As roupas devem ser passadas com ferro quente e guardadas em lugar limpo e fechado.

O choro do bebê

  • Lembre-se: nem sempre o choro significa sofrimento;
  • Se o bebê chorar ao acordar, tendo já passado algum tempo da última mamada, a primeira possibilidade é que seja por fome;
  • Em dias mais frios, se o bebê recusar o peito, tente agasalhá-lo um pouco mais ou, ao contrário, em dias mais quentes, vista nele uma roupa mais leve;
  • O choro pode também ser um sinal de vontade de arrotar ou de fralda suja.

Cólicas

  • Aparecem em determinadas horas do dia, especialmente a partir do fim da tarde;
  • A sua ocorrência pode estar relacionada à ansiedade e insegurança dos pais, a uma rotina confusa ou a um ambiente agitado;
  • Medidas simples: coloque a criança de bruços e aqueça sua barriga com uma massagem;
  • As cólicas podem piorar se você oferecer o peito, embora o bebê também possa procurá-lo em momentos de dor;
  • Use medicamentos somente por recomendação do pediatra.

As fezes do bebê

  • As primeiras fezes do recém-nascido são chamadas de mecônio;
  • O mecônio é pastoso, consistente, de coloração verde-musgo e não tem cheiro;
  • Com o tempo, as evacuações serão mais frequentes, mais líquidas, mais claras e eliminadas juntamente com gases;
  • Atenção: a ausência de cheiro nas fezes é um sinal de que o bebê não está com diarreia infecciosa.

 

Meu bebê é muito sonolento, não consigo fazê-lo mamar. É normal?


Sim. A maioria dos bebês são muito sonolentos e, no início, eles nem sempre mamam com regularidade. O que você deve fazer é identificar o horário no qual ele esteja mais acordado, ainda que precise ser estimulado. Daí a importância de você estar próxima do bebê. Lembre-se sempre de manter um ambiente tranquilo para ele.

Meu bebê chorou a noite inteira e só queria ficar no peito. O que fazer?


O choro do bebê não indica apenas fome. Ele chora por frio, calor, irritação ou qualquer outro incômodo, como gases, por exemplo. Se o choro acontecer num momento em que é pouco provável que seja por fome, as outras causas devem ser consideradas. Aos poucos, pelo horário e tipo de choro, você aprenderá a identificar as outras possibilidades.

Meu bebê perdeu peso, o que está errado?


Após o quinto dia, se ele continuar perdendo peso, algo pode estar errado no aproveitamento da mamada. O mais indicado é recorrer a um profissional.

Como aumentar a produção de leite?


Na maioria das vezes, basta colocar o seu bebê para mamar. Quanto mais ele fizer isso, mais leite será produzido. Vale lembrar que a ansiedade e o cansaço causam a diminuição do leite. Não existem alimentos que “aumentam” a produção de leite. O importante é você ter uma alimentação saudável, fundamental para o seu bem-estar e do bebê.

Os meus mamilos estão fissurados. O que devo fazer?


A fissura é uma lesão da pele causada geralmente por erro na mamada. Para preveni-la, um bom começo é cuidar para que o seu bebê mame corretamente. Existem alguns procedimentos que você pode adotar:

  • Amolecer a aréola antes de o bebê sugar;
  • Não lavar os mamilos com frequência;
  • Não utilizar cremes hidratantes ou pomadas (em vez disso, passe o próprio leite nos mamilos após a mamada e espere secar antes de fechar o sutiã);
  • Não puxar o bebê do peito abruptamente;
  • Evitar o uso de protetor (descartável ou de tecido) e bico de silicone;
  • Expor as mamas ao sol por 15 minutos, uma vez ao dia, antes das 10h ou após as 16h. Isso deixa os mamilos mais arejados.

Para tratar a fissura:
Areje as mamas, alterne as posições de mamada para mudar o ponto de contato e inicie a amamentação pela mama menos dolorida.

As minhas mamas estão empedradas. O que fazer?


Aconteceu o que chamamos de descida do leite. Entre o terceiro e o quinto dia após o parto, o leite maduro se junta ao colostro e vem numa quantidade maior do que o bebê é capaz de mamar. Esse excedente precisa ser retirado, não só para o seu alívio, mas também para facilitar a próxima mamada.
Para isso, verifique antes de amamentar se a aréola está flexível. Se estiver rígida, massageie a região com a ponta do dedo indicador em movimentos circulares. O sentido da massagem é do bico para a base da mama, a fim de desobstruir o caminho por onde o leite passa, e não deve durar mais do que 15 minutos de cada lado. Isso vai amaciar a região e facilitar a sucção do bebê.
Após a mamada, examine novamente as mamas para verificar se não existem mais pontos de parada de leite. Se existirem, faça uma nova massagem, dessa vez com a ponta dos dedos indicador e médio, ponto por ponto. Mantenha a outra mão no lado oposto da massagem em posição de concha.
Realizado corretamente, esse procedimento provoca a saída espontânea do leite, sem que seja necessário forçar a sua retirada. Você pode também utilizar compressas frias para diminuir o calor no local.

Não é recomendável:

  • Usar bombas tira-leite manuais ou elétricas;
  • Usar compressas de água quente;
  • Massagear em excesso.

Cuidados gerais durante o período de amamentação:

  • Beba bastante água;
  • Adote uma alimentação balanceada. Qualquer alimento pode ser consumido, desde que em quantidade moderada;
  • Não fume;
  • Faça a higiene das mamas no banho com sabonete neutro;
  • Lave as mãos antes de amamentar;
  • Procure garantir um ambiente tranquilo para você e para o bebê;
  • Dê preferência a cadeiras ou poltronas com apoio de braço;
  • Mantenha o mamilo arejado;
  • Alterne a posição de mamada (tradicional e invertida);
  • Faça banho de sol nos mamilos, diariamente;
  • Proteja-os passando um pouco do seu próprio leite;
  • Mantenha as mamas secas no intervalo entre as mamadas;
  • Procure utilizar sutiãs apropriados, preferencialmente de algodão;
  • Evite situações tensas e procure descansar;
  • Em caso de feridas ou rachaduras, não interrompa a amamentação. Fale com o seu médico

Na volta ao trabalho, como retirar e armazenar o leite?

  • Antes de voltar ao trabalho, inicie o estímulo das mamas e o armazenamento do leite;
  • Durante o período de trabalho, retire o leite nos horários em que o bebê normalmente mamaria;
  • Esse leite poderá ser armazenado por até 24 horas no refrigerador e por até 15 dias no congelador ou freezer;
  • De preferência, o recipiente a ser usado deve ser de vidro com tampa plástica ou um frasco próprio para a estocagem do leite materno;
  • O descongelamento e o aquecimento devem ser feitos em banho-maria;
  • Se possível, o leite ordenhado deve ser dado ao bebê em colher ou copo;
  • E lembre-se: é muito importante ter um pouco de tempo para descansar;


Como deve ser feito o desmame?

  • É a etapa em que você começa a dar outros alimentos para o seu bebê. É um processo que deve ser gradativo. O pediatra vai orientá-la na introdução desses novos alimentos. É nessa fase que começam a se formar os hábitos alimentares do seu filho, portanto, fique atenta ao tipo de dieta recomendado.

  • Centro de Diagnóstico por imagem CDI

    CENTRO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - CDI

    Eficiência e Profissionalismo

    O Centro de Diagnóstico por Imagem está estruturado para oferecer serviços diferenciados e eficientes. Ver mais
  • laboratório

    LABORATÓRIO

    Tecnologia de Ponta em Análises

    Nosso laboratório dispõe de modernos recursos tecnológicos e de uma qualificada equipe de profissionais. Ver mais
  • chek-up - exames laboratoriais

    CHECK-UP

    Avaliação de saúde

    A avaliação sistemática e periódica das condições de saúde é aspecto fundamental para melhorar sua qualidade de vida. Ver mais